Entre Sol e Lua
(Juvenal Dal Castel)

Eu sei que a lua que recém sobe no horizonte
Ainda enxerga o sol que já se foi.
Vou cavalgar por toda a noite na garupa dos meus versos
Feito louco, apaixonado
Que acabou de encontrar o eterno amor.

Felicidade é uma coisa bem miúda
Que amiúde foge das multidões.
Só as crianças encontram entre as flores coloridas
Cantarolando pelos campos
Saltitando e enfeitando-se a brincar.

Fugidia dos homens fortes e grandes
Que não percebem o seu jeito de agir
Entre dias e noites a brincar de esconde-esconde.
A lua deleita-se na geada
E o orvalho é para o sol se embriagar.

E agora que encontrei o meu caminho
Vou silenciando pra ninguém se atravessar
Mas quem quiser faço gosto prosseguir junto comigo
/:O sol que vai acende a lua e eu descanso para um novo amanhecer:/
O sol se vai..........................E eu descanso.