Casa Longe Da Estrada
(Juvenal Dal Castel)

           
De tão lindo o que já falou deste lugar onde você nasceu,
Eu já gosto tanto dele,
É como se lá houvesse nascido também um pedaço meu.
Me leva lá pra conhecer, me vejo andar naquela mata
Um beijo longo você vai me roubar
Eu vou beber na fonte da mais pura água.  
       
Me sinto como se antes contigo já tivesse estado
E houvesse banhado naquele rio entre os montes. 
Sente saudades mesmo quem nunca viu.
Só de ouvir falar, meu coração já sorri.
Se você for e não mais voltar, eu vou e fico lá com você:
    
O canto daqueles passarinhos tenho todo de ouvido.
Já sinto a chuva no telhado do paiol,
E a lenha aquecendo a casa depois do sol.
Aroma de temperos, saborosa comida caseira
Ouço você na viola esquecida ponteando doces lembranças.
Te vejo ainda criança, na escola, na igreja
A casa longe da estrada onde nem a poeira alcança.